Pedras preciosas e alguns fatos curiosos - Mega Curiosidades

10 pedras preciosas mais valiosas do mundo e alguns fatos curiosos

Minerais estranhos e impurezas vestigiais que existem na Terra fazem as pedras preciosas mais bonitas do mundo.

Tempos antigos

História

Este verdadeiro deslumbre da natureza fascina muita gente desde os tempos antigos. Sua beleza e escassez, bem como os sentimentos que inspiram, logo se tornaram muito valiosas e rotuladas como preciosidades. Abaixo estão alguns fatos adicionais sobre o motivo em que elas são consideradas preciosas, e algumas maneiras incomuns de terem sido utilizadas historicamente.

Classificação

Classificando

A escala de Mohs é um método pelo qual as pedras valiosas são classificadas, criado em 1812 pelo geólogo alemão e mineralogista Friedrich Mohs. Ele baseia-se na capacidade de um mineral em arranhar uma outra; identificação e classificação desses minerais que são os mais difíceis de encontrar, custando um valor maior. Este método de escala em rigidez criada por Mohs é apenas um aspecto da classificação de pedras. Nos tempos antigos, a relevância era via apelo visual e escassez apurado em um valor, que ainda há esses atributos nos tempos modernos também.

Pontuação

Pontuações

Todas que são classificadas como preciosas são geralmente as mais atraentes em questão de textura. Na escala de Mohs de rigidez, a nota 10 vai para as texturas de maior qualidade, as pedras diamante: 10, rubi: 9, safira: 9, e uma esmeralda: 8.

Pedras tradicionais

tradicionais

Nos tempos antigos, o diamante, rubi, safira, esmeralda, pérola, opala e ametista foram todas consideradas pedras raras super valiosas. No entanto, nos tempos modernos, a lista tem sido limitado ao tradicional diamante, esmeralda, rubi e safira; com a pérola sendo um parente recém-chegado, embora a pérola não esteja incluída em nossa lista.

Acróstico de joias

Acróstico de joias

Acrósticos, uma palavra usada para soletrar uma mensagem utilizando a primeira letra de uma série de palavras. Antigamente, eram comumente usado em poemas e letras para transmitir mensagens secretas na era vitoriana. Joalharia de acróstico apareceu pela primeira vez no século 17 na Inglaterra e na França. Combinações de gemas foram definidas em anéis, broches e pulseiras, para que, quando arranjado, as primeiras letras do nome de cada gema foi escrito uma mensagem ou sentimento. A peça acróstico mais popular na era vitoriana era o anel ‘Regard’, criado usando as pedras de; Rubi, Esmeralda, Granada, ametista e diamante.

Estações

Estações

Desde os tempos antigos, as quatro pedras tradicionais raras também têm sido associadas com as estações. A beleza gelada de um diamante representa o inverno, e a razão pela qual às vezes é chamado “gelo”.

O verde da esmeralda representa a primavera, e muitas vezes é nomeado após a palavra francesa ‘Jardin’ que significa “Jardim”, simbolizando as sementes da terra. O rubi simboliza o calor do verão ensolarado, e o azul safira, simboliza as chuvas de outono.

A árvore Kalpa

A árvore Kalpa

Na mitologia indiana, o inestimável foi usado para a meditação na árvore Kalpa. A árvore foi feita inteiramente de pedras raras; as raízes com safira, a parte inferior do tronco de diamante, o restante do tronco com topázio, os brotos com esmeralda, as folhas jovens de coral, a folhagem mais velha de zirconita verde, e os frutos de rubis.

Diamante bruto

Diamante bruto não polido

Você sabia que um diamante bruto e não polido é o mineral mais duro do mundo? É por esta razão que os diamantes são usados para cortar e perfurar muitos materiais diferentes, bem como criar superfícies lisas. Curiosamente, o grafite (mineral utilizado em lápis) também é feito a partir de átomos de carbono, mas é considerado um dos minerais mais suaves da Terra. Isto é devido à disposição diferente dos átomos.

Sigam-me os bons

Se você é um amante dessas maravilhas, não deixe de nos seguir para que você possa ficar ligado em tudo que acontece no mundo das curiosidades e descobertas de novas pedras. A última pedra a entrar na lista foi a Larimar, tão bonita quanto a sua inspiração, o Mar! Todos nós sabemos que o oceano nos surpreende a cada dia, e uma simples coisa talvez possa ser uma representação de cada maravilha da natureza.

Uma pedra da cor azul e branca poderia ser algo representativo ao oceano? Não que isso seja de nossa imaginação, mas de algo que, por tão difícil que seja para se formar ao longo de muitos anos, como o resultado sai tão perfeito quanto?

Isso pode impulsionar você a querer saber mais a respeito das curiosidades sobre o mar.