A NASA faz simulação de como seria uma missão à Marte

A NASA faz simulação de como seria uma missão à Marte

Vamos imaginar: A NASA tem tudo que precisa para enviar uma tripulação à Marte. Os especialistas da agência espacial descobriram como fornecer alojamento, alimentação, água e ar para uma missão à Marte.

Como seria uma missão à Marte?

Para enviar uma tripulação à Marte além de ser uma missão arriscada, também há diversos fatores que ainda dificultam a vida da NASA. Os especialistas terão primeiro que encontrar a solução de como será feito o abrigo e como oferecer alimento, água e ar para que a tripulação que ficará em um ambiente completamente vazio.

Porém, ainda assim há um problema mais difícil de se resolver: as pessoas.

“Missões feitas no espaço profundo, a tripulação fica isolada, confinadas, tudo é extremo”, ressalta a psicóloga da NASA, Lauren Leveton, ao portal CNN. As pessoas irão passar por uma experiência em que; uma distância, duração e confinamento não terá precedentes.

Maiores riscos de uma missão à Marte

Um dos maiores medos da maioria das pessoas é o fato de ter que ficar confinado em lugar apertado por muito tempo. Há também o fato das pessoas ficarem distantes dos familiares e amigos. Dias e noites desordenados, para quem trabalha em turnos noturnos sabe muito bem disso. No entanto, são inúmeros fatores em que as situações previsíveis que serão enfrentadas pelas pessoas que farão a viagem à Marte.

Os especialistas da NASA estão tentando compreender todas possíveis consequências da viagem através do programa chamado “Desempenho de Saúde Comportamental” que consiste em 3 principais riscos de podem ocorrer em missões de longo prazo:

1. Condições cognitivas ou comportamentais adversas que podem surgir.” Para entender melhor, o risco de que um membro da tripulação vai surtar e fazer alguma loucura.

2. Mal-entendido entre os companheiros da equipe. Quando um membro comete alguma falha por não se dar bem com os demais.

3. Dormir. É isso mesmo, de todas as coisas que a NASA tem que se preocupar com uma missão à Marte, certificando-se de todo mundo recebe seu “Z” de uma grande prioridade. A falta de sono aumenta o risco de cometer erros devido à fadiga, assim como na Terra.

Os análogos

A NASA está testando usar “análogos” em situações comparáveis com as da Terra, com o intuito de levantar algumas hipóteses e soluções para tais riscos
Entre eles, o análogo “Human Exploration Research Analog” que é um habitat onde a cada semana, as pessoas ficam isoladas.

HI-SEAS é um outro análogo, “Hawaii Space Exploration Analog and Simulation”. Nele, os cientistas ficam isolados em um habitat vulcânico! Isso mesmo, durante oito meses no topo do vulcão Mauna Loa localizado no Havaí para ver como seria a reação.

como seria uma missão à Marte

Neil Scheibelhut é um dos membros da equipe em treinamento, no qual disse que a sensação de solidão apertava muito quando estava chegando perto dos feriados.

Scheibelhut disse também que seu maior aprendizado na experiencia de treinamento foi que, para que tudo ocorra perfeitamente bem, você tem que se manter calmo e descontraído.

“Pequenas coisas no cotidiano que normalmente não te chateiam, te incomodam quando você está junto das mesmas pessoas durante oito meses”.

Casais

Scheibelhut pensa que uma missão à Marte, na qual a tripulação pode ficar longe da Terra por quatro anos, seria muito complicada para os relacionamentos dos envolvidos.

“Se você é casado, quem vai ficar junto por quatro anos sendo que o seu parceiro não está ali?”, argumenta.

Neil Scheibelhut também pensa que para uma missão à Marte, o fato da tripulação ter que ficar durante quatro anos longe da Terra, seria muito dificultoso para quem tem uma relação amorosa;

“Se você é casado, quem vai ficar junto por quatro anos sendo que o seu parceiro não está ali?”, argumenta.

Logo ele diz que a melhor resposta seria enviar casais para Marte.

Por mais que tenham tantos problemas, entretanto, depois de oito meses dentro de um lugar apertado olhando para as mesmas pessoas todos os dias, Scheibelhut acha que esta missão para Marte é factível.

Qual a razão para tanta certeza? Porque a tripulação estaria focada em explorar um novo mundo.

“(As pessoas vão pensar) Eu quero sair e explorar Marte. Eu quero colocar meus pés em Marte”, diz.

CNN.