Rússia: 21 lugares curiosos para visitar - Mega Curiosidades

21 lugares mais bonitos para conhecer na Rússia

De cordilheiras a infinitos lagos, de arquitetura e design a paisagens remotas e selvagens. Devido a essas curiosidades, aqui estão alguns dos destinos mais incríveis para visitar na Rússia.

Ilha Kizhi

Ilha bonita na Rússia

Outro ponto bonito na Carélia, as igrejas de madeira do século XVIII. Enquanto ficam às margens da Ilha Kishi, na Baía de Onega, são listadas como Patrimônio Mundial da UNESCO. Estima-se que as estruturas foram construídas em 1713 (uma torre do relógio foi adicionada no século XIX). Deste modo, são exemplos da arquitetura medieval do norte da Rússia e da Escandinávia.

Vale dos Gêiseres

turismo Rússia

O Vale dos Gêiseres da Península de Kamchatka é a segunda maior concentração de gêiseres do mundo. Porque mais de 40 gêiseres e nascentes quentes cobrem um cânion de oito quilômetros quadrados. Portanto, fica a cerca de 180 quilômetros de distância de Petropavlovsk-Kamchatsky, ao longo do cinturão do vulcão oriental da península.

Praça Vermelha

turismo Moscou

A imensa Praça Vermelha de Moscou é o coração da nação. Desde então, o tempo não enfraqueceu sua importância histórica ou sua grandiosa presença. Enquanto há paredes vermelhas do Kremlin, também encontra-se a histórica loja de departamentos GUM. Além disso, é o lar da icônica Catedral de São Basílio e do mausoléu de Lenin.

Peterhof

Conjunto de palácios e jardins

Tecnicamente localizado em um subúrbio da segunda cidade da Rússia, São Petersburgo. Assim, os jardins e a arquitetura do Palácio de Peterhof são uma exibição luxuosa de design e estilo barroco. Enquanto muitas vezes referida como a Versalhes russa, a propriedade elaborada foi construída durante o reinado de Pedro, o Grande.

Catedral do Sangue Derramado

Igreja em São Petersburgo

Igrejas e mosteiros abobadados estão espalhados pela Rússia. No entanto, poucos são ricos em iconografia religiosa como a Igreja de Nosso Salvador do Sangue Derramado, em São Petersburgo. Enquanto foi construída no final do século XIX, a igreja é coberta por intrincados mosaicos por dentro e por fora.

Monte Elbrus

Montanha na Rússia

A cordilheira do Cáucaso, sul da Rússia, perto da fronteira com a Geórgia, possui o pico mais alto da Europa. Desde então, o vulcão adormecido, atinge 5.642 metros (18.511 pés) acima do nível do mar. Como resultado, oferece uma vista espectacular para montanhistas experientes e aventureiros amadores ansiosos.

Península de Kola

Extremo norte da Rússia Europeia

Quase completamente dentro do Círculo Ártico, a Península Kola de possui o sol da meia-noite no verão e exibições brilhantes das luzes do norte no inverno. Assim, a cidade portuária de Murmansk é ideal para partir no deserto de montanhas baixas, tundras, aldeias abandonadas e lagos.

Petropavlovsk-Kamchatski

Terra do Fogo e do Gelo

A Península de Kamchatka foi apelidada de “Terra do Fogo e do Gelo”. Porque em uma cadeia de mais de 160 vulcões, 29 deles ainda estão ativos. Enquanto é a principal cidade da península, Petropavlovsk-Kamchatsky é cercada por dois mega vulcões.

Monte Belukha

montanhas Altai no sul da Rússia

O Monte Belukha é o pico mais alto das Montanhas Douradas de Altai, protegidas pela UNESCO. Embora a escalada do pico requeira habilidade e experiência em alpinismo, também há trilhas de Trekking para iniciantes.

Montes Urais

Cordilheira na Rússia

A antiga cordilheira dos Urais atravessa o meio da Rússia, de norte a sul. No entanto, o ponto mais acessível seria em torno de Ecaterimburgo. Porque é onde passeios e caminhadas curtas vão levá-lo através de paisagens de tirar o fôlego.

Dykh-Tau

Cabardino-Balcária

Outro pico coberto de neve no Cáucaso, o Dykh-Tau ocupa o Vale Bezengi, que é conhecido como o “Himalaia Russo”. Porque contém os maiores topos de neve da região. Portanto, sua altitude e afastamento significa que apenas um punhado de pessoas vive no vale. Além disso, não existe tentativa de escalar a majestosa montanha.