10 línguas faladas na Rússia que não são russas

São mais de 150 idiomas falados na Rússia. Mas conheça as 10 línguas específicas faladas na Rússia que são únicas.

Imagem ilustrativa

A Rússia é uma nação muito multinacional. Existem várias línguas oficiais aceitas e tem como parte o ensino escolar em várias repúblicas do país. Segundo algumas pesquisas, são 150 idiomas na Rússia inteira. No entanto, 37 são reconhecidos como línguas oficiais nas repúblicas do país. Então muitas dessas línguas têm pouca semelhança umas com as outras e têm origens diferentes, tornando o país um caldeirão linguístico.

Idiomas falados na Rússia

Portanto, conheça as 10 línguas faladas na Rússia, mas que não são russas.

Língua Tchuvache

línguas faladas na Rússia

Tchuvache é uma língua da região sudoeste da Rússia. Principalmente na República da Chuváchia, mas também em territórios vizinhos. Até 1920, usou-se apenas na forma verbal, mas quando a república conquistou a independência, as escolas adotaram a escrita. Consequentemente, publicações locais começaram a exibir-se ao lado do russo. Mas, curiosamente, o Tchuvache não tem nenhuma palavra que comece com a letra “r”, exceto por palavras relativamente novas com origem do idioma russo. Além disso, Tchuvache não tem uma palavra que significa “sim”. Portanto, para dar uma resposta a uma pergunta, basta repetir a frase em forma afirmativa ou negativa.

Língua Komi

Língua Komi Rússia

A língua Komi é originária da república de Komi, localizada ao nordeste dos montes Urais. Alguns linguistas sugerem que a língua Komi existiu em sua forma original somente durante os séculos IX e X. Desde então, a língua se transformou e ramificou devido à migração das pessoas. Durante a era pré-histórica, as pessoas de Komi usaram um tipo de escrita rúnica. E assim entroduziu-se um alfabeto por um missionário na segunda metade do século XIV. Depois substituído por um sistema de escrita baseado no roteiro cirílico chamado alfabeto Molodtsov. Agora, o sistema de escrita é o mesmo que o alfabeto russo, com a adição de alguns símbolos necessários.

Língua Buriata

Língua buriata Rússia

A língua buriata recebeu esse nome da República Buryat, localizada perto do lago Baikal, na fronteira com a Mongólia. A linguagem ainda é usada para a comunicação cotidiana na mídia, nas escolas e na área de entretenimento. Os buriatas têm raízes na Mongólia e preservaram muitos aspectos de sua cultura histórica, incluindo a prática do budismo. Além disso, a sua linguagem tem muitas semelhanças com o mongol. Antes da revolução, eles usaram uma variante do antigo sistema de escrita vertical da Mongólia. Então aconteceu a transferência para o alfabeto cirílico em 1939.

Língua Udmurte

Língua Udmurte Rússia

A língua Udmurt pertence à mesma família de línguas que Komi. Mas conforme o tempo passou, recebeu a influência de línguas vizinhas, principalmente russas e tártaras. Assim, cerca de 30% do vocabulário é composto por palavras emprestadas. Os falantes da língua Udmurt usam o alfabeto cirílico com cinco símbolos adicionais. E ainda pode ser visto ao lado do russo na república da Udmúrtia. Além do mais, considera-se uma linguagem de pronúncia simples. Porque as palavras são lidas da mesma forma que são escritas com a ênfase na última sílaba. Porém, a gramática é mais difícil; A Udmurt tem um conjunto impressionante de 15 casos, ao contrário dos sete da Rússia. Dessa maneira, todos expressos por sufixos no final das palavras.

Língua Calmuca

Língua calmuca Rússia

Os calmuques são descendentes de monges Oirat, residentes perto do mar Kaspian. Eles se mudaram para o norte e tornaram-se parte do Império Russo durante as conquistas do Cáucaso. A língua kalmyk desenvolveu-se como uma língua separada. Assim como manteve as suas raízes mongóis, ela também evoluiu com uma influência do russo. Então os calmuques têm seu próprio sistema de escrita “roteiro claro”, usado pelos Oirats desde o século XVII. Apesar das semelhanças com a língua Oirat (atualmente falada na China e na Mongólia), a variante Kalmyk é endêmica da Rússia e usada apenas dentro do país.