Inteligência Emocional: gerenciando emoções - Mega Curiosidades

4 sinais que mostram se você possui inteligência emocional

Saiba agora se você possui o conhecimento de suas emoções.

A inteligência emocional pode significar a diferença entre se comportar de forma socialmente aceitável e ser considerado como fora da linha. Parece que a maioria das pessoas já ouviu falar sobre a capacidade em gerenciar as emoções. Por isso que muitas pessoas realmente sabem como localizá-la, em si mesmas ou em outros.

Bem como essa inteligência é essencialmente a maneira como você percebe, compreende, expressa e gerencia as emoções. Então é importante porque quanto mais você entender esses aspectos de si mesmo, melhor será a sua saúde mental e comportamento social. Surpreendentemente muitas coisas você pode estar fazendo sem pensar, e isso pode ser o caso de muitas pessoas.

No entanto, mesmo que conheças tais habilidades, você precisa sempre aperfeiçoar. Levando-se em conta que o aperfeiçoamento pode ser muito útil em todos os tipos de circunstâncias, seja no trabalho, em casa, na escola, ou mesmo quando você está apenas se relacionando com seus amigos. Sem mais delongas, se você quer saber se você é emocionalmente inteligente, basta verificar a lista abaixo.

1. Você pensa sobre suas reações

inteligência emocional

Uma reação devido às circunstâncias pode desvendar se você possui a inteligência específica. Essas emoções podem conter informações importantes e podem ser úteis para o funcionamento pessoal e social. Nada obstante, às vezes essas emoções também podem nos dominar e nos fazer agir de uma maneira que não gostaríamos.

Considera-se válido que pessoas com a intelectualidade ainda em desenvolvimento são mais propensas a apenas reagir. Elas não dão tempo de ponderar os prós e os contras de uma situação para realmente pensar as coisas.

Sendo assim, pessoas que são menos capazes de regular seus sentimentos negativos também são mais propensas a ter dificuldade socialmente. De tal forma que pode exacerbar os sentimentos depressivos.

Como diz uma pesquisa, pessoas com maior depressão demonstraram dificuldades em entender e gerenciar suas emoções. Também mostrou que mais sintomas depressivos estão presentes em pessoas com baixo intelecto emocional.

2. Você vê as situações como um desafio

inteligência para o desafio

Se você tem a capacidade em reconhecer emoções negativas em si mesmo e enxergar situações difíceis como um desafio, parabéns! Quando você se concentra nos aspectos positivos e perseverantes, as chances de lidar com suas emoções são altas. Imagine que você perdeu seu emprego, sendo uma pessoa emocionalmente inteligente suas emoções são como pistas para agir.

Tanto para enfrentar os desafios quanto para controlar seus pensamentos e sentimentos. Do mesmo modo que sem habilidades emocionais, acaba lamentando a perda de emprego, pensando em si mesmo como impossivelmente desempregado e, consequentemente, espiralando na depressão.

3. Você pode alterar suas emoções

alterar emoções

Há momentos em que seus sentimentos podem fazer de você uma pessoa melhor. Mas sendo uma pessoa emocionalmente inteligente, se isso acontecer, você terá habilidades necessárias para modificar suas emoções. Por exemplo, os níveis médios de ansiedade podem melhorar o desempenho cognitivo, aumentando o foco e a motivação. Por outro lado muita ansiedade também pode bloquear a realização cognitiva.

Então se você souber como encontrar o equilíbrio, isso pode ser uma ferramenta útil. Bem como a moderação é a chave quando se trata em gerenciar nossas emoções. Por isso que pessoas emocionalmente inteligentes sabem disso e têm habilidades para modificar suas emoções adequadamente. Em avaliação, a inteligência emocional mostrou estar relacionada à baixos níveis de ansiedade.

4. Você pode colocar-se no lugar de outras pessoas

inteligência para refletir

Tendo a capacidade de ampliar essas habilidades além do seu próprio funcionamento pessoal, então você possui inteligência emocional. Afinal, compreender o seu lado emotivo pode ser particularmente importante nos locais de trabalho que exigem um forte “trabalho emocional”.

Isso pode incluir trabalhos de atendimento ao cliente, deste modo a simpatia com os clientes mais nervosos deve prevalecer. Portanto, geralmente e devidamente, quem trabalha com atendimento ao consumidor já treinou muito o controle emotivo.