Ibuprofeno: 6 coisas que você precisa saber - Mega Curiosidades

Ibuprofeno: 6 coisas que você deve saber

Quando se trata de aliviar algumas dores, logo recorremos à alguns remédios e, por isso, você já deve ter ouvido falar sobre o ibuprofeno.

O ibuprofeno é um medicamento anti-inflamatório não esteróide, disponível sem receita e, em maior força, mediante a receita médica. O seu objetivo é aliviar a dor em vários casos, incluindo febre, dor de cabeça, dor de dente, cólicas menstruais, dor nas articulações e dores nas costas.

Às vezes, é prescrito para aliviar os sintomas de osteoartrite ou artrite reumatoide, assim como rigidez, sensibilidade e inchaço, embora não possa curar a artrite. Portanto, o mesmo funciona bloqueando as enzimas do corpo que produzem substâncias químicas que sinalizam dor.

“É um medicamento anti-inflamatório tipicamente prescrito para o tratamento da dor e também é eficaz para a febre”, disse o Dr. Aaron Clark, médico de medicina familiar do Wexner Medical Center da Universidade Estadual de Ohio, em Columbus, Ohio.

Sendo comumente comercializado como Advil, Motrin ou Midol, vamos agora aprender um pouquinho mais sobre este medicamento em 6 coisas:

Como funciona

Seu efeito ajuda a aliviar a dor e a inflamação, bloqueando os efeitos das enzimas ciclooxigenase (COX). Isso evita a síntese de prostaglandinas, onde as prostaglandinas elevam a temperatura corporal e tornam as terminações nervosas mais sensíveis à transmissão da dor.

E pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como AINEs (anti-inflamatórios não esteroides).

Aspecto positivo

Eficaz no alívio de pequenas dores e dores devido a artrite, dor nas costas, resfriado comum, dor de cabeça e enxaqueca, menstruação, dores musculares e dor de dente em adultos.

Alivia pequenas dores em crianças com 6 meses ou mais.

E para a febre, também tem algum efeito de alívio temporário.

Não causa dependência e está prontamente disponível a baixo custo.

A incidência de efeitos colaterais relacionados ao estômago é cerca da metade observada com aspirina ou indometacina quando o ibuprofeno é usado em doses baixas. No entanto, esse benefício é perdido com doses mais altas.

Disponível como comprimidos, cápsulas, comprimidos para mastigar, suspensão e na forma injetável.

Amplamente disponível sem receita.

Desvantagem

Se você tem entre 18 e 60 anos de idade, não toma outra medicação ou não tem outras condições médicas, os efeitos colaterais com maior probabilidade de ocorrência incluem:

Efeitos colaterais relacionados ao estômago, incluindo indigestão, azia e sangramento.

Pessoas em idade avançada, que estejam tomando outros medicamentos que afetam o estômago ou que bebem mais de três copos de álcool por dia, podem estar em maior risco. No entanto, o ibuprofeno tem um dos menores riscos de efeitos colaterais relacionados ao estômago, em comparação com outros AINEs.

A maioria dos AINEs tem sido associada a um risco aumentado de derrame ou ataque cardíaco. O risco pode ser maior em pacientes com condições cardiovasculares pré-existentes e com doses de ibuprofeno superiores a 1200 mg por dia.

Pode requerer doses três a quatro vezes ao dia devido à curta duração dos efeitos.

Este medicamento pode não ser adequado para algumas pessoas, incluindo pessoas com doença renal, histórico de úlceras estomacais ou outros distúrbios gastrointestinais, com doença cardiovascular pré-existente ou após cirurgia de revascularização do miocárdio.

Além de interagir com alguns outros medicamentos, como varfarina, ISRS, inibidores da ECA e diuréticos.

Notas: Em geral, idosos ou crianças, pessoas com certas condições médicas (como problemas no fígado ou nos rins, doenças cardíacas, diabetes, convulsões) ou pessoas que tomam outros medicamentos correm mais risco de desenvolver uma gama mais ampla de efeitos colaterais.

Ponto de partida

Enquanto é eficaz para o alívio a curto prazo de pequenas dores, o risco de efeitos colaterais relacionados ao estômago é cerca da metade quando comparado com a aspirina, embora o risco aumente com doses mais altas e maior duração do uso.

Dicas

Tome com alimentos saudáveis se ocorrerem distúrbios estomacais (como indigestão) com o uso. Consulte um médico se estes persistirem.

Sempre use a menor dose efetiva pela menor duração consistente com a condição a ser tratada.

Se você estiver tomando ibuprofeno e achar que não está funcionando muito bem para você, tente um AINE diferente.

A resposta a diferentes AINEs pode variar, portanto, os tipos de mudança (por exemplo, de ibuprofeno para naproxeno) podem melhorar a resposta.

Consulte um médico imediatamente se tiver alguma dificuldade em respirar, doença ou fadiga inexplicável, perda de apetite, alterações na visão, retenção de líquidos ou sangramento anormal.

AINEs não devem ser usados nos últimos 3 meses de gravidez. Assim, pergunte ao seu médico antes de usar qualquer medicamento durante a gravidez.

Evite o ibuprofeno se você tiver histórico de asma ou urticária devido ao uso de aspirina ou outros AINEs, como o naproxeno.

Não use este medicamento se você acabou de fazer uma cirurgia de ponte de safena (também chamada de revascularização do miocárdio ou CRM).

Resposta e eficácia

Os níveis máximos de ibuprofeno são alcançados 1-2 horas após a administração.

Igualmente afeta as enzimas COX-1 e COX-2.