Hacker do Google mostra como hackear iPhones

É interessante saber como a tecnologia é tão complexa e possível de manipular através de algum “hack”. Veja como hackear iPhones com o hacker Ian Beer.

Imagem ilustrativa

Durante o lockdown do coronavírus, o hacker profissional Ian Beer, membro da equipe de hackers do Google Project Zero, desenvolveu uma maneira de invadir iPhones remotamente, simplesmente apontando uma antena caseira para eles.

A técnica requer apenas cerca de $100 dólares em equipamentos, segundo relatórios de Motherboard. E assim garantiu a ele o controle total de quaisquer telefones que ele visasse. Esta é a especialidade de Beer, mas permanece o fato de que seu hack relativamente simples fez as medidas de segurança do iPhone parecerem perturbadoramente triviais.

Vídeo hackear iPhones

Em um vídeo, Beer controla 26 iPhones de uma vez com um único comando. O hack envia um sinal WiFi que funcionará mesmo se os telefones alvo não estiverem conectados à internet, de acordo com o site Motherboard.

No vídeo mais longo e tecnicamente mais denso, Beer explica como a transmissão funciona. Então ele mostra como pode ser propagada entre iPhones, mesmo além daqueles que foram inicialmente visados.

“Há algo assustadoramente bonito assistindo todos esses iPhones desligarem em momentos ligeiramente diferentes. Assim acontece enquanto eles recebem um pacote de transmissão WiFi da morte”, Chris Evans, o chefe original do Project Zero, tuitou.

Porta trancada

Felizmente, a Apple corrigiu os bugs que o hack de Beer visa com o lançamento do iOS 13.5 em maio, de acordo com o Motherboard, lançado no início deste ano. Mas o hack ainda representa uma ameaça à segurança, além das implicações mais amplas da facilidade com que Beer foi capaz de desenvolvê-lo.

Nem todo iPhone foi atualizado, diz o especialista em segurança cibernética “Ray Redacted”. Os iPhones sob custódia policial, antes inacessíveis, podem ser abertos com o método de Beer.

Iphone pode ser hackeado?

Isso mostra como qualquer aparelho hoje em dia pode haver alguma vulnerabilidade. Consequentemente, um ataque pode ser bem sucedido facilmente. Especialmente o iPhone, conforme mostra o teste de invasão de sucesso.

Em prática, vemos os códigos sendo exibidos em tela notificando suas ações. É um processo lento, mas que no fim deu incrivelmente certo. Agora, convenhamos que os valores que aparecem são poucos que entendem.

O Google é composto por mentes talentosas, sempre revelando novos gênios. A segurança da informação, neste caso, é fator importante em um produto como um celular. Ou seja, um ítem pessoal onde a privacidade é prioridade.

Portanto, o papel de um hacker consiste em desvendar falhas. Assim, reportando e tornando o recurso mais protegido.