Suíça: 35 fatos surpreendentes sobre o país - Mega Curiosidades

35 fatos surpreendentes sobre a Suíça

Teste seus conhecimentos suíços com essas curiosidades surpreendentes. Enquanto o Velcro e o LSD se originaram na Suíça, o café mais caro do mundo também é de lá.

Bebida alcoólica Absinto

A bebida Absinto originou-se no cantão suíço de Neuchâtel no final do século XVIII. Depois que o médico francês Pierre Ordinaire elaborou um elixir verde esmeralda que supostamente curava todos os males. A partir da erva Artemisia absinthium, que crescia abundantemente na pequena cidade de Couvet e a região gelada de Val-de-Travers. Consequentemente, após supostamente compartilhar sua receita em 1797, Henri-Louis Pernod, pai da marca Pernod, abriu a primeira destilaria de absinto em Couvet. Além disso, é celebrado o Dia Nacional do Absinto em 5 de março todos os anos.

Chocolate suíço

Os suíços comem mais chocolate do que qualquer outra nação do mundo. Porque eles comem um recorde de cerca de 11 kg por ano. Por isso, o chocolate é uma das principais exportações suíças; Com 18 empresas de chocolate suíço. Desde então, a Suíça exportou quase 115.500 toneladas de chocolate em 2015. Além disso, eles também inventaram técnicas como conchagem e revenimento para aperfeiçoar a arte de produzir chocolate.

Energia renovável

Mais da metade da eletricidade doméstica do país é produzida por 556 usinas hidrelétricas. Dessa maneira, geram aproximadamente 19 milhões de gigawatts por ano, sendo a energia hidrelétrica e a mais importante energia renovável do país. Enquanto o país é o lar de cerca de 1.500 lagos, o Lago de Genebra é o maior. Além disso, supostamente possui mais de 40 naufrágios.

Segundo maior relógio da Europa

A estação ferroviária suíça de Aarau possui o segundo maior relógio da Europa, medindo 9m de diâmetro. Então apenas o relógio da estação ferroviária em Cergy, na França, é maior (10m). Além disso, a Igreja de São Pedro, em Zurique, também tem o maior relógio da Europa, medindo 8.7m de diâmetro.

Gênios da matemática

Os suíços são os melhores matemáticos da Europa. Porque os adolescentes suíços ficaram em primeiro lugar na Europa se tratando de matemática, afirma a pesquisa PISA de 2015 (Programa de Avaliação Internacional de Estudantes) e em oitavo no mundo. Consequentemente, professores suíços também recebem o maior salário anual. De acordo com o Índice de Eficiência, há uma média de US$ 68.000 (EUR 61.430), de 30 países da OCDE.