Suíça: 35 fatos surpreendentes sobre o país - Mega Curiosidades

35 fatos surpreendentes sobre a Suíça

Teste seus conhecimentos suíços com essas curiosidades surpreendentes. Enquanto o Velcro e o LSD se originaram na Suíça, o café mais caro do mundo também é de lá.

Pico mais alto

Existem 208 montanhas com mais de 3.000m de altura, com 24 delas acima de 4.000m. Enquanto o mais alto é o Monte Rosa (Pico Dufour), com 4.634m, situado na fronteira entre a Suíça e a Itália.

Clima suíço

O clima por lá não é apenas sobre montanhas nevadas, invernos frios e com neve. Mas temperaturas congelantes e grandes nevadas são menos comuns hoje em dia, especialmente em áreas de planícies. Porque assim muitos resorts de esqui suíços lutariam para sobreviver sem neve artificial. Além disso, durante os verões quentes, sabe-se que as temperaturas ultrapassam 30 a 35 ° C em algumas áreas. Portanto, os Alpes atuam como uma barreira climática. Porque o norte da Suíça tende a ficar mais frio devido aos ventos do Atlântico. No entanto, o sul do país tem um clima mais ameno, influenciado pelos ventos do Mediterrâneo.

Nome para filho(a)

Os pais podem ser rejeitados quando vão dar um nome ao seus filhos. Porque na Suíça, é proibido dar à criança um nome que possa prejudicar o interesse da criança. Desde então, este direito foi exercido quando as autoridades proibiram a musicista suíça Christine Lauterburg de chamar sua filha de ‘Lexicon’ (um ‘objeto’, não um nome).

Confoederatio Helvetica

A Suíça também é conhecida como Confoederatio Helvetica, o que explica a abreviação CH. Por isso, é oficialmente chamada de Confederação Suíça por razões históricas. Mesmo que o país moderno seja uma república federal composta por 26 cantões, com Berna como a cidade federal. Como resultado, esta Confederação tradicionalmente data de 1 de agosto de 1291 e é celebrada anualmente como o Dia Nacional.

Ricos e pobres

O país tem uma diferença considerável de riqueza entre ricos e pobres. Porque os 20% mais ricos da população ganham mais de quatro vezes mais do que os 20% mais pobres, de acordo com a OCED.

Índice de criminalidade

O país tem um dos menores índices de criminalidade entre países industrializados. Apesar das leis liberais suíças, em 2015 houve apenas 0,5 assassinatos por 100.000 pessoas na Suíça (cerca de 40 por ano), em comparação com cinco assassinatos por 100.000 registrados nos EUA. 2014 (cerca de 30 a 40 por dia). No entanto, Small Arms Survey estima que o país suíço tem cerca de 45,7 armas por 100 habitantes, a terceira maior do mundo depois dos EUA (88,8) e do Iêmen (54,8). Embora o governo suíço calcule uma arma por quatro moradores ou cerca de dois milhões de armas numa população de 8,3 milhões. Além disso, em 2011, os eleitores suíços rejeitaram o controle de armas mais rigoroso. Como resultado, surgiu uma proposta de proibir a compra de armas automáticas e introduzir um sistema de licenciamento de armas de fogo.

Serviço militar

O serviço militar ainda é obrigatório para os cidadãos suíços do sexo masculino. Devido a isso, é um dos últimos países da Europa Ocidental a aplicá-lo, juntamente com a Áustria. Sob a constituição suíça, os cidadãos suíços do sexo masculino têm que servir no exército suíço depois dos 18 anos. Enquanto as mulheres podem optar por ser voluntárias. Portanto, campos de treinamento militar são comuns em todo o território suíço, assim como civis carregando espingardas sobre os ombros. Também é legal manter armas pessoais (rifles semiautomáticos) após o serviço. Além disso, a alta posse de armas deve-se, em parte, à tradição suíça de manter rifles do exército em casa.

Albert Einstein

Albert Einstein desenvolveu sua famosa fórmula E = MC2 na Suíça. Então ele desenvolveu sua teoria da relatividade enquanto estudava e vivia em Berna. Além disso, ele também renunciou a sua cidadania alemã para evitar o dever militar.

Anti-powerpoint

A política de lá inclui um partido de apresentação anti-powerpoint. Portanto, o objetivo do partido é diminuir o uso de powerpoint e outros softwares de apresentação. Porque estima custos de EUR 2.1 em danos econômicos do país.

Leis sociais

Os domingos na Suíça são protegidos por uma longa lista de leis sociais. Portanto, é ilegal realizar atividades como cortar a grama, pendurar roupas, lavar o carro ou reutilizar garrafas. Porque afirma-se que garante a manutenção da paz e da beleza. Além disso, uma noite de sono tranquila também é garantida pela construção de regras que desaprovam as ações barulhentas depois das 10 da noite.