15 fatos divertidos sobre papagaios

Você tem um papagaio ou apenas admira esses pássaros? Saiba tudo sobre esta incrível obra da natureza em algumas curiosidades intrigantes.

Após cães, gatos e peixes, os pássaros são o quarto animal de estimação favorito da América. Não há um número aproximado desses animais em cativeiro no Brasil, mas muitas pessoas amam ter um pássaro de estimação, sendo um deles o papagaio. E não é de admirar: com suas cores cativantes, travessuras acrobáticas e muitas vezes personalidades tolas, esses personagens aviários são difíceis de resistir.

Esses animais podem ser incríveis como amigos, no entanto, podem apresentar alguns desafios inesperados em alguns aspectos. Os pássaros que vivem bastante, inteligentes e altamente sociais precisam especialmente de muita atenção, caso contrário, eles podem pegar maus hábitos e encontrar-se entediados e estressados até o ponto de tirar suas próprias penas.

Existem comércios desses animais espalhados pelo mundo, infelizmente, isso colabora consideravelmente para o desaparecimento de algumas espécies em seus habitats. Em partes, felizmente, o tráfico de aves selvagens tem sido amenizado devido a restrições na importação de espécies exóticas.

Curiosidades sobre papagaios

Quando as pessoas chegam perto de um papagaio, a maioria deles automaticamente vai tentar iniciar uma conversa com a sua nova visita. Esse é o divertido e famoso papagaio, uma das aves mais inteligentes do mundo. Além disso, já imaginou pesquisar mais a fundo sobre as curiosidades mais interessantes sobre os papagaios? Pois bem, é assim que pensamos ao selecionar os fatos mais curiosos sobre esta espécie de ave nesta lista!

Generosidade

Coracopsis

Como um assunto de pesquisa famoso, o papagaio cinza africano teria a inteligência de um ser humano de 5 anos de idade. Agora, pode-se reivindicar outro feito inteligente: o uso de ferramentas. Pesquisadores observaram papagaios da espécie Coracopsis usando poços de data e seixos para pulverizar conchas de berbigão. Assim, Coracopsis masculinas comeram o pó e ofereceram um petisco rico em cálcio regurgitado para fêmeas antes do acasalamento. Que amor, não?

Projeção

papagaio flutuando

Assim como a grande parte dos pássaros, os amados bicudos têm quatro dedos em cada pé. No entanto, os dedos deles são configurados para uma total aderência: dois na frente e dois atrás, sendo dois pares de polegares e oponíveis. Eles associam o bico para triturar até os alimentos mais duros, as nozes seria um bom exemplo. Seus pés únicos tornam-se formidáveis consumidores, além da incrível habilidade de escalar obstáculos.

Espécie carnívora

papagaio carnívoro

Muitos deles são onívoros e comerão praticamente qualquer coisa como frutas, sementes, nozes, insetos e até carne. Algumas espécies como as lories e os lorikeets coloridos no arco-íris do Pacífico Sul, se alimentam quase exclusivamente de néctar usando a língua, embora recentemente essas aves tenham sido vistas comendo carne em estações de alimentação na Austrália. Na Nova Zelândia, por exemplo, os nativos (espécies Nestor) foram observados pela primeira vez atacando e matando ovelhas em 1868 e foram perseguidos como odiadores de ovelhas até 1986, quando receberam status de proteção.

Espécies não tropicais

Papagaio-de-fronte-castanha

Se tratando de aproximadamente 350 espécies conhecidas de papagaios, a maioria vive nas regiões tropicais e subtropicais da Austrália, Ásia, América Central e do Sul e África. No entanto, alguns deles quebram esse molde geográfico. Ou seja, muitos vivem em regiões alpinas da Nova Zelândia e aninham em tocas solitárias, enquanto o Papagaio-de-fronte-castanha em extinção (Rhynchopsitta terrisi) mora a 6.000 pés nas montanhas da Serra Madre Oriental do México.

Papagaio cinza

Papagaio-cinzento

Devido à uma combinação de destruição do habitat e caça furtiva persistente para o comércio de animais de estimação, mais espécies regularmente pousam na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza. Uma pesquisa recentemente lançada, por exemplo, descobriu que a exploração madeireira dizimou 99% da população da espécie cinza africana (Psittacus erithacus) em Gana, ameaçando números selvagens de uma das espécies mais emblemáticas dessas aves.

Publicado em: Animais, Mega Listas