China vai produzir super chuva artificial em 2025

O país planeja cobrir uma área de mais de 5,5 milhões de quilômetros quadrados com chuva artificial. É o poderoso sistema de modificação do clima.

O Conselho de Estado da China anunciou que o país terá um “sistema desenvolvido de modificação do clima”. E o prazo é até 2025, em uma área total de mais de 1,35 bilhão de acres (5,5 milhões de quilômetros quadrados) com chuva artificial. Para completar, uma área de cerca de 143 milhões de acres (580.000 quilômetros quadrados) quilômetros) com supressão de granizo.

“A China terá um sistema de modificação do clima desenvolvido até 2025, com avanços em pesquisa fundamental e P&D em tecnologias-chave. Isso inclui melhorias constantes na modernização e serviços refinados. Ou seja, aprimoramento distinto na prevenção abrangente contra riscos de segurança e otimização em sistemas e ambiente político”, a declaração do conselho disse.

O comunicado acrescentou que a modificação do clima na China deve chegar a um nível mundial avançado em termos de operação, tecnologias e serviços até 2035.

“A modificação do clima deve intensificar seu serviço de apoio em alguns campos-chave. Por exemplo, a estimativa de desastres como seca e granizo e trabalho de zoneamento relacionado em áreas de produção agrícola.

Assim como planos de trabalho normalizados para regiões que precisam de proteção ecológica e restauração. E principais respostas de emergência para lidar com eventos como incêndios em florestas ou pastagens. Baseando-se em temperaturas excepcionalmente altas ou secas “, acrescentou o comunicado.

Semeando nuvem

chuva artificial

Qual será o resultado final dessas experimentações ainda está para ser examinado. No entanto, uma coisa é certa: esta não é a primeira vez que a China brinca com modificações climáticas.

Nas Olimpíadas de Pequim de 2008, o país usou a semeadura de nuvens para reduzir as chuvas durante a cerimônia aberta. Assim, o objetivo era que o evento acontecesse com o tempo o mais agradável possível.

Para os não iniciados, a semeadura de nuvens é um processo que tenta mudar a quantidade e o tipo de precipitação que vem das nuvens. Ele faz isso dispersando no ar substâncias que servem como condensador para as nuvens.

Essas substâncias, também conhecidas como núcleos de gelo, alteram os processos microfísicos dentro da nuvem. Dessa forma, o resultado final é que gotas de chuva ou flocos de gelo caem das nuvens.

Chuva artificial na China

Mudança climática China

Com base em projetos visionários, há boas percepções sobre o futuro. E se tratando de geofísica, a super chuva artificial está próxima de acontecer. Portanto, talvez ajude na recuperação da natureza em relação à degradação da humanidade atual.

A China é um pilar no mundo quando o assunto é engenharia criativa. É inevitável o quanto a população mundial destrói o meio ambiente. No entanto, a inteligência humana pode surpreender com boas mudanças futuramente.

Chuva artificial no mundo

Chuva artificial no mundo

Esta é uma manipulação simples, mas que custa caro. No Brasil, por exemplo, na parte sul do país há sistemas semelhantes. Mas funciona como um “bloqueador” de granito.

Em especial o sistema consegue amenizar temporais de granitos. Então, se tratando de economia o processo evita grandes prejuízos em plantações. Agora, a chuva artificial ainda pode trazer mais benefícios para o mundo.

E assim cuidar da natureza em ocasiões de queimadas. A China, neste caso, é uma grande potência econômica que pode viabilizar os recursos. Portanto, produzindo super chuvas no momento certo.

Publicado em: Tecnologia