Os Russos portam o buraco mais profundo do mundo

Em meio a um território russo que há muito tempo foi um ponto de pesquisa científica, existe o buraco mais fundo da Terra!

A Russia é conhecida por suas belezas naturais, como lagos, florestas, névoas e montanhas. Mas isso é apenas como um encanto aos nossos olhos. Na neve da Península de Kola, encontra-se um misterioso buraco profundo. Essa cova deixa qualquer historiador louco para explorá-la. Num campo de pesquisa soviético abandonado, é possível encontrar um prédio em ruínas. E lá também há uma tampa metalizada enferrujada embutida no piso de concreto.

Este é o Poço artesiano de Kola, o buraco mais profundo da Terra. Além disso, considerado o ponto artificial mais distante feito pelo homem. Isso é tão profundo quanto a qualquer outro buraco natural do mundo, são 12,2 km de profundidade. Curiosamente, os moradores da região relataram sobre sons aterrorizantes vindos do buraco. Desde então, caracterizam esses barulhos como “sinais do inferno”!

buraco profundo da Rússia

Cavar o buraco mais fundo

O início deste ambicioso projeto aconteceu por volta de 1970. No entanto, somente depois de vinte anos, em 1990, o negócio vingou. Nesse tempo, as técnicas dos alemães para incríveis perfurações começou na Baviera, estado alemão. Dessa forma, com muito trabalho duro, eles conseguiram fazer um buraco de 9km de profundidade!

O projeto do buraco descontinuou devido ao transtorno da Rússia pós-soviética. Mas o objetivo em perfurar o buraco mais fundo do mundo nunca acabou. Assim, a tecnologia e as ferramentas de escavação receberam melhorias na época. Por conta disso, as superpotências disputaram uma corrida para alcançar o manto do próprio planeta! E os soviéticos fizeram esta escavação durante quase 20 anos.

buraco profundo da Rússia

Vale lembrar que, não existia apenas uma corrida espacial. Mas também o desejo entre engenharia e tecnologia de ponta para explorar o desconhecido pelo homem. Além do mais, à medida que o processo começou a avançar, releveram-se novas espécimes de rochas. Portanto, elas eram tão importantes para a ciência quanto a outras coisas de fora da Terra.

Desde a eṕoca, muitas técnicas foram utilizadas. Mas todas as expedições sempre acabavam em frustrações por conta das extremas dificuldades. Ou seja, temperaturas escaldantes diante do subterrâneo impedia os sonhos dos cientistas. Eles realmente queriam superar o recorde do buraco mais profundo do planeta!

Viagem ao centro da Terra

buraco profundo pelos japoneses

Por outro lado, hoje o Japão quer se responsabilizar e assumir esse desejo. Dando assim a possibilidade em continuar o projeto conhecido como “M2M-MoHole to Mantle”, que significa “Viagem ao centro da Terra”. Para isso, os cientistas japoneses tem um plano. Ou seja, eles querem iniciar uma escavação no fundo do oceano. Dessa forma, eles acreditam que a crosta tem apenas 6 km até chegar ao tão sonhado núcleo da Terra! Esse trabalho custará aproximadamente 1 bilhão de dólares.

“Fazer isso é um empreendimento incrível e exige um enorme compromisso do Japão”, diz Teagle, que está envolvido no projeto.

Publicado em: Ciência, Mistérios, Tecnologia