11 sintomas de coronavírus que você não deve ignorar

A Coordenadoria de Controle de Doenças atualizou recentemente sua lista para incluir mais três sintomas do coronavírus.

Quando o COVID-19 começou a se espalhar no Brasil, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças elaboraram uma pequena lista de sintomas a serem observados: febre, tosse e falta de ar. À medida que a pesquisa sobre o novo coronavírus e os testes se expandiram, a lista oficial cresceu. E atualmente tem um total de nove sintomas.

Sintomas do coronavírus

Agora, a agência voltou a adicionar mais três sinais de coronavírus à sua lista: congestão ou coriza, náusea ou vômito e diarreia. Mas a CCD não fez um anúncio oficial sobre os sintomas adicionais. Eles apenas apareceram na lista oficial da agência. Além disso, eles podem não parecer exatamente novos, pois a Organização Mundial da Saúde identificou esses sintomas em fevereiro.

Então, por que a lista de sintomas da CCD continua crescendo? É importante lembrar que o COVID-19 é causado por um coronavírus recém-descoberto. Ou seja, os especialistas em doenças infecciosas dizem que estamos aprendendo sobre todo o espectro da doença. Desde o início, a maioria de nossas informações vinha de casos graves em hospitais. Agora que é possível testar o vírus mais amplamente, podemos ver todos os diferentes sintomas.

Quais são os principais sintomas do coronavírus?

Até o momento, os sintomas listados abaixo são possíveis sinais de COVID-19 pelo CCD. E podem aparecer de dois a 14 dias após a exposição ao vírus. No entanto, a agência diz que esta lista não inclui todos os sintomas de coronavírus. Por exemplo, alguns pacientes relataram uma erupção cutânea misteriosa, mas essa ainda não foi adicionada. Portanto, a lista pode sofrer alterações à medida que mais informações estiverem disponíveis.

1. Febre ou calafrios

Este é um dos sinais mais comuns do COVID-19, dizem os médicos. Uma febre é definida com uma temperatura de 100,4° F ou superior.

2. Tosse

Os pacientes geralmente apresentam tosse seca. Isso significa que nada surge com tosse, como catarro ou muco.

3. Falta de ar

Esse sintoma é mais comum em casos graves de COVID-19, diz Adalja. A falta de ar pode variar em gravidade. Portanto, sentir-se sem fôlego durante atividades normais (como subir escadas) até ter dificuldade em respirar normalmente.

4. Fadiga

Você pode se sentir exausto, já que o seu corpo está trabalhando duro para combater o vírus. Então não sobra muita energia para você.

5. Dores musculares ou corporais

Esse é outro sintoma típico de outras infecções virais, como a gripe. E pode ser resultado direto de uma febre, ou seja, pode causar dores no corpo todo.

6. Dor de cabeça

A febre também pode provocar dores de cabeça prolongada. No entanto, esses efeitos colaterais talvez sejam por outros motivos. Ou seja, por não dormir bem, de não comer normalmente, ou não beber água suficiente.

7. Nova perda de paladar ou olfato

Na verdade, isso não é inédito depois que alguém fica doente de um vírus. Os vírus podem inflamar o revestimento da cavidade nasal, causando inchaço. E assim mudar a sua capacidade de sentir e provar coisas, diz especialista.

8. Dor de garganta

COVID-19 é um vírus respiratório, então pode causar um excesso de muco e escorrer pela parte de trás do nariz e da garganta. Portanto, juntamente com a tosse constante, uma irritação ocorre na sua garganta.

Novos sintomas do coronavírus

Conforme mencionado anteriormente, há novos sistomas do coronavirus. Então esses três últimos fatores apresentados abaixo mostram como o vírus causa sintomas diferentes em cada pessoa.

9. Congestão ou coriza

Se você já teve um resfriado desagradável, sabe que esses sintomas tendem a ser comuns com infecções respiratórias virais. Assim, é provável que a congestão ou coriza seja resultado direto do inchaço da cavidade nasal que mexe com o olfato.

10. Náusea ou vômito

Não está totalmente claro por que isso acontece, mas existem algumas teorias. Náuseas e vômitos podem ser causados ​​pelo aumento da drenagem do gotejamento pós-nasal para o estômago, diz especialista. No entanto, talvez seja um simples exemplo de como o vírus se comporta em algumas pessoas.

Uma pesquisa publicada no American Journal of Gastroenterology teorizou que o vírus pode causar esses sintomas. E explica como o vírus pode entrar no seu sistema através de um receptor encontrado no trato gastrointestinal superior e inferior. É expresso em níveis quase 100 vezes superiores aos órgãos respiratórios.

11. Diarreia

As teorias por trás da diarreia como sintoma são as mesmas de náusea ou vômito. Dessa forma, o coronavirus pode simplesmente se enraizar no trato digestivo em um “subgrupo único” de pessoas, segundo o mesmo estudo do American Journal of Gastroenterology. Depois de analisar os sintomas de mais de 200 pessoas que tiveram um caso leve de COVID-19, descobriram que quase 20% delas tiveram diarreia como primeiro sintoma.

Como descobrir os sintomas do coronavírus

Desde então, parece que praticamente qualquer sintoma respiratório superior pode ser um sinal de COVID-19. Portanto, é natural se perguntar se você está lidando com alergias, resfriado ou se o coronavírus desenvolveu sintomas bastante comuns. Assim como coriza, tosse ou dor de cabeça.

Infelizmente, não há uma maneira fácil de dizer a diferença. “Em alguns casos, é impossível distinguir os sintomas de alergias ou resfriados do COVID-19”, diz especialista. No entanto, ele recomenda manter a sua história pessoal em mente. Se você nunca lidou com alergias no passado, mas de repente apresenta sintomas. Então queira se preocupar mais se nunca experimentou alergias sazonais.

Publicado em: Saúde